Como sobreviver na China

O post de hoje é da Chris Marote e está super interessante! A Chris compartilhou dicas fundamentais para quem está indo viajar ou morar na China. recomendasíssimo!

Pessoal, esse texto eu copiei, literalmente, de um blog que já citei aqui. Mas como a Gabriela também copiou no blog dela, acho que não estou cometendo uma falha tão grande assim! É que achei interessante e tomei a liberdade de fazer alguns comentários, que estão em destaque. Infelizmente, a Gabriela (e muito menos eu), sabe quem criou essa pérola. Mas com certeza foi alguém que veio para cá há pelo menos 8 ou 9 anos atrás! Vejam, que 8 anos na China, representam uns 20 no ocidente em matéria de crescimento físico e comercial. O cultural, é um outro papo! Por isso a maioria das ‘tips’ ainda fazem sentido!

“Traga o seu próprio desodorante. Traga o seu próprio café. (esses 2 itens, em cidades como Shanghai, hoje você encontra fácil e de boa qualidade. Mas claro que como boa brasileira sempre trago meu café na mala!)  Acostume-se com o cheiro de urina. Sorria, muito. Aprenda a dizer de onde você é (no nosso caso, Baxi.). Entenda que não é rude se alguém perguntar quanto dinheiro você ganha. Ouça música. Leia. Seja paciente. Não beba água da torneira. Tente tudo pelo menos uma vez, especialmente o que você acha nojento, você terá uma boa história pra contar. (uma não… várias!!) Se você é um homem, carregue um maço de cigarros com você e ofereça a qualquer homem que encontrar. Eles provavelmente não vão aceitar, mesmo se eles fumarem, mas vão valorizar esse gesto. (Se você é mulher, lenços de papel, lenço umedecido e gel para mãos são fundamentais.)

Tente não pensar em termos de certo ou errado, rude ou educado, sujo ou limpo. Pergunte tantas perguntas quanto você puder. Não fale de política. Coma muito macarrão. Coma muita fruta, mas sempre lave-as. Não seja tímido. Vá ao karaokê. Não fale sobre o Japão. (NUNCA, principalmente nas cidades do Norte!) Se você gosta de jogar basquete, vá jogar com estranhos. Apesar do fato de que os chineses não fazem isso, olhe para os dois lados antes de atravessar a rua ( As motos elétricas não fazem barulho e andam na contramão e em cima das calçadas…) Traga seu próprio fone de ouvido. Traga o seu próprio fio dental (também não precisa mais, já tem aqui.). Nunca pague o primeiro preço que oferecerem. Não faça nada que o leve pra cadeia. Descubra o que pode e o que não pode levá-lo pra cadeia, você vai se surpreender (só um exemplo: dirigir com teor alcoólico acima do permitido são 9 meses de cadeia, sem choro, sem advogado, sem fiança…)

Não enlouqueça quando alguém invadir seu espaço pessoal. Tente não comer comida ocidental, é caro e muitas vezes você não vai ficar satisfeito (outra coisa que Shanghai já superou, mas em qualquer outro lugar há uma hora daqui aí é suspeito.). Visite a Grande Muralha, o Exército de Terracota, o Palácio de Verão, mas não gaste muito tempo nisso. Se perca. Fique à vontade. Caminhe lentamente. Aprenda a usar os pauzinhos. Compre ou alugue uma bicicleta. Passar dentro e fora do tráfego de carros, evitar táxis e tocar sua campainha para afastar os pedestres do seu caminho vai fazer você se sentir como se fosse um deles (e uma pessoa com o verdadeiro espírito de aventura, eu diria.). Não entre na água. Acostume-se a dormir em uma cama dura.

como sobreviver na China
Não economize “obrigado” quando as pessoas realmente te ajudarem e tente economizar “Sinto muito”, quando você incomodar alguém. Se você usar demais só vai fazer eles rirem. Se você aprender a ler os caracteres, aprenda os alimentos em primeiro lugar. Não se preocupe com boas maneiras na mesa. Fale com a boca cheia de comida. Arrote. Beba seu chá fazendo barulho (o mais alto que puder). Vá a uma casa de chá e experimente tantos tipos diferentes de chá quanto desejar.

Você vai querer comprar um monte de porcaria, mas até ao final de sua viagem você vai perceber que a maior parte das coisas que comprou, é uma porcaria (imaginem uma pessoa que está vivendo aqui há anos…). Reserve o dia para não fazer nada. Faça muitas piadas. Não durma muito, os chineses acordam muito cedo e você pode perder muita coisa. Não vá para muitos templos. Se você já viu um, então viu todos.

Mantenha os olhos abertos. Não desanime. Vai ser difícil, mas tente não pensar em casa. Lembre que todo dia você está indo dormir no outro lado do mundo, na civilização mais antiga do mundo. Pergunte a si mesmo perguntas sem respostas e fique satisfeito com isso. Vá empinar pipa. Isso não é só para crianças.”

Yu Garden

Depois de ler tudo isso, espero que você não tire a viagem à China, da sua lista de desejos, até porque, estou aqui e terei o maior prazer em te mostrar o caminho das pedras! 🙂

Zái Jiàn!

ABOUT THE AUTHOR:
After Christine Marote spent 4 years traveling between Brazil and China (Chang Chun, Jilin Province), she decided to move to Shanghai in January of 2009. In 2010 Chris decided to create a blog and share her experiences as a Brazilian expat living in China, and soon her blog became a source of information for foreigners and expats like her that have decided to live in China.
Her blog “China na minha vida” describes Christine’s experiences, language challenges, cultural differences and curiosities, and the rich and diverse culture of China in an interesting way.
Christine is Brazilian, holds a degree in Education, and a Masters in Chinese Business and Culture from Jiaotong University.